Xiconhocas da semana: Procuradora-Geral da República; Futebol feminino; Fernanda Moçambique

Os nossos leitores elegeram os seguintes Xiconhocas na semana finda:

Procuradora-Geral da República

Poucos moçambicano tem expectativas sobre o desempenho de Beatriz Buchilli mas a Procuradora-Geral da República vai continuar a surpreender-nos pela negativa. Desta vez além de reportar a Assembleia da República sobre trabalhos que o povo não vê acontecer vai revelar que os grandes culpados pelas dívidas ilegais são apenas Manuel Chang e António Carlos do Rosário e o grupelho de parasitas que ganhou várias dezenas e milhões de dólares com a negociata que arrastou o nosso país para a crise que vivemos. A Xiconhoca ignora que o outrora "guia visionário" assumiu que os empréstimos ao Credit Suisse e ao VTB tinham sido contraídos “em defesa da Pátria Amada e do maravilhoso povo moçambicano”!

Futebol feminino

Será um dos mais sábios ditados populares: não se fazem omeletes sem ovos! Neste caso não se faz uma selecção sem existirem clubes e competições abrangentes que revelem o talento que existe entre as meninas do nosso país. A humilhação imposta pelo Malawi só surpreende pelo expressivo resultado que entrará nos anais da história. Diga-se, em abono da verdade, que as meninas da selecção até não são as verdadeiras Xiconhocas mas antes os auto-proclamados dirigentes que para garantirem os dólares da FIFA as usam para manchar o enlameado nome de Moçambique no futebol.

Fernanda Moçambique

A Xiconhoca que pertence a máquina da fraude do partido que governa Moçambique desde 1975, apanhada em 2014 com boletins de voto preenchidos para serem introduzidos nas urnas das intercalares do Guruè, foi recompensada há poucas semanas com a nomeação para o cargo de Administradora do Distrito do Limpopo passando a mamar ainda mais directamente do Estado!

Pin It

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *