Neto mata avô ao confudi-lo com animal em Govuro

Um homem de 54 anos de idade morreu vítima de tiro ao ser confundido com um animal, pelo próprio neto, durante uma actividade de caça, à noite, no distrito de Govuro, a norte da província de Inhambane.

O suposto homicida é um adolescente de 16 anos de idade, que já se encontra privado de liberdade.

O @Verdade apurou que há nos que o jovem praticava a mesma actividade a convite do malogrado. No fatídico dia, os dois saíram armados para mais uma jornada e depois de caminharem pela mata separaram-se, como estratégia para encurralar os animais.

O indiciado disse que disparou contra o avô depois de confundi-lo com um animal, à noite. Ele argumentou que se tratou de uma morte acidental.

Ora, o indiciado pode ser acusado de homicídio doloso, se for constatado que houve intenção de tirar a vida ano avô. Todavia, cabe a ele provar que atirou contra a vítima sem intenção.

O porta-voz do Comando Provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM), em Inhambane, Juma Ali Dauto, confirmou o acto e explicou que o miúdo está detido porque se trata de um homicídio que carece de investigação.

Pin It

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *