Governo de Moçambique aproveita férias para manter silêncio sobre a prisão de Manuel Chang

Dez dias após a detenção do antigo ministro da Economia e Finanças e deputado da Assembleia da República na África do Sul, Manuel Chang, o Governo de Filipe Nyusi mantém um silêncio sepulcral, aproveitando as férias que grande parte dos membros do Conselho de Ministros está a gozar até ao final do mês.

Salvo a Procuradoria-Geral da República, que nem sequer se dignou a falar com a imprensa mas somente distribuiu um comunicado de imprensa, o silêncio tem sido a posição oficial do Executivo moçambicano.

Nem mesmo o Ministério dos Negócios Estrangeiros e Cooperação tornou público o natural desconforto do nosso país pela detenção de um portador de passaporte diplomático de Moçambique e que enfrenta um pedido de extradição para o Estados Unidos da América.

O @Verdade apurou que oficialmente os membros do Conselho de Ministro estão de férias pelo menos até a penúltima semana deste mês e que o Órgão tem a sua primeira sessão ordinária de 2019 agendada, muito antes da detenção de Chang, apenas para o dia 29 de Janeiro.

 

Pin It

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *