“A nossa principal riqueza reside na esperança” afirma Daviz Simango, o candidato Presidencial do MDM

Foto do MDMO Conselho Nacional do Movimento Democrático de Moçambique (MDM) aprovou neste domingo (12) o manifesto eleitoral para as Gerais de Outubro próximo onde se propõe a reforçar a sua posição de terceira força política no nosso país. “O nosso sucesso como partido político não irá depender da apropriação da Administração e do Erário Público. A nossa principal riqueza reside na esperança, assente em valores éticos socialmente relevantes, no desejo de mudanças reais” disse Daviz Simango após ser (re)eleito candidato Presidencial.

Reunido durante dois dias na Cidade da Beira, na sua III sessão ordinária, o órgão mais importante do MDM, entre os congressos, aprovou o manifesto que o partido vai apresentar aos moçambicanos nas próximas eleições Presidenciais, Legislativas das Assembleias Provinciais.

Composto por Cinco Pilares o manifesto que o partido do “galo” aprovou propõe-se a preservar a Paz, a Democracia e consolidar a coesão nacional; ao desenvolvimento económico e criação de emprego; ao desenvolvimento das infraestruturas, desenvolvimento e equilíbrio social; e ainda a reforçar a participação de Moçambique no contexto internacional.

Daviz Simango, (re) eleito candidato para desafiar Filipe Nyusi e Ossufo Momade, deixou claro quão difícil será a missão do membros para recuperarem algum do capital político que perdido nas Autárquicas de 2018.

Foto do MDM“Não esperemos por nenhuma fórmula mágica; nenhuma mão milagrosa para garantir o sucesso do MDM, temos é capitalizar o empenho dos jovens e das mulheres no partido e atribuir lhes responsabilidades cada vez mais acrescidas de modo que eles possam impor a dinâmica, eficiência e a eficácia na nossa actuação neste processo de estruturação, reestruturação do partido e na preparação do pleito eleitoral”, declarou Simango.

Numa evidente mensagem para os dissidentes e ao partido Renamo o presidente do Movimento Democrático de Moçambique disse que para os militantes do seu partido “a política não será um fim em si, muito menos deverá servir de trampolim para tentar um golpe de sorte na vida. Estamos militando neste Movimento Democrático de Moçambique, de livre vontade, conscientes que não possuímos recursos financeiros e materiais”.

“O nosso sucesso como partido político não irá depender da apropriação da Administração e do Erário Público. A nossa principal riqueza reside na esperança, assente em valores éticos socialmente relevantes, no desejo de mudanças reais”, afirmou Daviz Simango demarcando o MDM do partido Frelimo.

Pin It

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *